Tsarouchi

O tsarouchi, sapato plano de sola dura com a famosa borla grande, é uma parte icônica do traje tradicional grego.

O tsarouchi é um símbolo da Grécia. Quando alguém pensa na Guerra da Independência da Grécia em 1821, inevitavelmente pensa na foustanella, a roupa parecida com uma saia, e no tsarouchi, o sapato tipicamente grego com a grande borla redonda na ponta.

Foto: Vasilios Muselimes

É o sapato que os grandes guerreiros usaram e que se tornou mundialmente famoso como parte integrante do traje nacional grego. A borla na ponta simboliza a pequena árvore da liberdade e dentro da borla há uma lâmina que simboliza o chute que o bravo homem que a usa dará a todo inimigo que se atrever a ferir a pequena árvore da liberdade, e se a lâmina for real, então se torna uma boa arma oculta para o combate corpo a corpo.

O tsarouchi é um sapato de couro leve usado pelos moradores da Grécia continental até o final do século XIX. Os gregos em áreas rurais e montanhosas costumavam usá-los porque eram robustos, poderosos e duráveis. Quanto à borla, protegia os dedos dos pés da neve e do frio.

Hoje os sapatos rústicos fazem parte do uniforme dos Evzones, dos seletos guardas do Presidente e do Monumento do Soldado Desconhecido em frente ao parlamento grego. Neste caso, porém, na parte inferior do tsarouchi de um Evzones tem cerca de 50 pregos, algo que torna seu andar mais imponente e ameaçador.

O tsarouchi também é muito utilizado nas vestimentas dos grupos de danças folclóricas.

Grupo Pediléa – CHSP
Grupo Pediléa – CHSP

Em qualquer loja de souveniers na Grécia, podemos encontrar uma versão do chinelo de lã tradicional grego tsaurochi, confortável e quentinho, para ser usado em casa nos dias mais frios.

Fonte: www.greekreporter.com – Philip Chrysopoulos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Conheça outras músicas

A dança Zeibekiko

É dificil dançar o Zeibekiko, principalmente porque não tem passos definidos, nenhum ritmo particular. Requer uma intensidade interior, pois é um movimento improvisado que expressa os sentimentos de quem se levanta para dançar.