Exposição “Noivas”

Inspirada no filme “NOIVAS”, de Pandelis Voulgaris, a exposição “Noivas” foi realizada pela Coletividade Helênica de São Paulo, em sua sede, durante o mês de junho de 2008.

Por Vassiliki T. Constantinidou

Inspirada no filme “Noivas”, de Pandelis Voulgaris, a exposição “Noivas” foi realizada pela Coletividade Helênica de São Paulo, em sua sede, durante o mês de junho de 2008. Organizada pelo Centro Kaváfis de Cultura Helênica, teve curadoria de Vassiliki Constantinidou. A exposição só foi possível graças à inúmeras famílias de imigrantes gregos, que cederam suas fotos de casamento.

O véu que oculta é um convite à revelação. O momento eternizado em preto e branco esconde sonhos, revela histórias. De que herança ou destino essas noivas são depositárias silenciosas? O olhar firme ou suave esconde determinação. O sorriso esboçado ou escancarado, a esperança.

As marcas do tempo sondam o passado… Simbolizam sonhos quiméricos de amor ou o vento soprado pelos deuses? Suas trajetórias são consagradas a Hera, Ártemis ou a Afrodite?

Estas fotos representam elo com o passado ou fonte do presente? Encontros, uniões, véu e grinalda, rituais que se repetem há séculos e ocultam alegrias, dores, segredos e a eterna busca da felicidade. E a felicidade existe? “Existe sim, afirma o poeta, mas nós não a alcançamos, porque está sempre apenas onde a pomos e nunca a pomos onde estamos”.

Maria e Kosmas Rifiotis

Eleni Samiotis 1961
Familia Aradas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Conheça outras memórias

O genocídio dos “Gregos Pônticos”

Dezenove de maio, é a data dedicada pelo governo grego para lembrar, ou melhor, não deixar que sejam esquecidos, os trágicos eventos enfrentados pela população grega pôntica antes e depois da Primeira Grande Guerra Mundial.

“Os Argonautas do Cerrado”

O livro escrito por Vassiliki Constantinidou aborda as memórias e histórias da comunidade Grega de Brasília, em comemoração aos 50 anos de sua existência.