Maghiritsa

É uma sopa tradicional e é o primeiro prato que contém carne após o jejum da Quaresma.

Por Anastácia Katritsis – Tacía

No sábado, a ressurreição é primeiramente celebrada na igreja, pela manhã. A maioria das pessoas continuam com o jejum até à meia noite, quando voltam da igreja com as velas da santa luz.

Adentra-se as casas com essa vela acesa trazendo a nova luz. Dizemos uns aos outros: Kali Anastasi que seria “Feliz Ressurreição”.

Depois de voltarem das igrejas, os gregos costumam se reunir para degustar a famosa sopa “maghiritsa” que é super forte .

Ingredientes para 10 pessoas

  • 4 pés de carneiro
  • Miúdos de 1 carneiro – fígado, pulmões, coração e intestinos
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 1 maço de cebolinha fresca picada
  • 1 maço de aneto ou dill picado
  • 1 maço de salsinha picada
  • 2 maços de alface romana picados
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 xícara de chá de arroz
  • 3 ovos
  • Suco de 2 limões grandes
  • Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Limpar e lavar bem os pés e os miúdos. Coloque tudo numa caçarola grande com água fervente, tampe e cozinhe por cerca de 1 hora ou até ficarem macios. Retire a espuma que se forma durante o cozimento. Deixe esfriar, pique tudo, reserve o caldo e jogue fora os ossos.

Numa caçarola grande, coloque azeite e refogue a cebolinha e junte o dill, a salsinha e a alface e continue refogando. Adicione o caldo do cozimento dos miúdos, os miúdos picados, 1 colher de sobremesa de sal e cozinhe em panela tampada por 5 minutos. Junte o arroz e cozinhe por mais 15 minutos mexendo de vez em quando.

Enquanto o arroz cozinha, prepare o avgolêmono (avgholêmono) – molho de ovos e limão: bata as claras dos ovos até formarem uma espuma espessa, mas sem chegar ao ponto de neve, junte as gemas e continue batendo. Adicione metade do suco de limão e continue batendo. Junte, aos poucos, um pouco de caldo do cozimento e vá batendo para não talhar. Quando o arroz estiver pronto, apague o fogo e junte os ovos, aos poucos, à caçarola. Mexa sempre para não talhar até ficar homogêneo.

Experimente e adicione sal, pimenta e limão a gosto.

Dicas:

– Adicione iogurte à magiritsa para deixá-la mais clara e cremosa.

– Para preparar a maghiritsa sem miúdos, substitua os pés e barriga por carne em cubos e tire os miúdos da receita.

– Substitua os pés de carneiro pela cabeça do carneiro.

– Se quiser reduzir a quantidade de gordura, cozinhe os miúdos e coloque o caldo na geladeira por algumas horas. Tire da geladeira e retire a gordura que solidificou.

– Prepare a maghiritsa com antecedência e deixe para adicionar o avgolêmono somente na hora de servir. Para isso, aqueça o ensopado e quando estiver fervendo apague o fogo e junte o avgolêmono conforme explicado (Fonte: cozinhadagrega.blogspot.com).

www.coisas-da-tacia.blogspot.com

O Núcleo de Tradições e Culinária do Aretê também apresentou neste mês de abril de 2021, o vídeo onde Helena Athanassopoulos faz a Maghiritsa.

Vídeo: Helena Markakis – Areté

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Conheça outras receitas gregas

Moussaká

Um simbolo da culinária grega, você pode argumentar que não há nada melhor do que uma verdadeira moussaka caseira. Mas esse prato é originário da Grécia ou a diáspora grega proliferou a associação com sua cultura?

continue lendo »

Spanakopita me tiri

A spanakopita pode ser feita com queijo. A feta é o queijo tradicional da Grécia utilizado nesta receita. No entanto, a gente sabe como pode ser difícil encontrar esse tipo de queijo por aqui. Mas isso não é motivo para deixar de fazer essa delícia, basta substituir o feta pelo minas ou ricota!

continue lendo »